quinta-feira, 17 de julho de 2014

(Alguns dos) 100 segredos das pessoas felizes

Li os 100 Segredos das Pessoas Felizes (The 100 Simple Secrets of Happy People, David Niven) e achei bem legal. Os segredos do título são conclusões de pesquisas científicas sobre felicidade e satisfação pessoal. O autor, que é médico, leu mais de mil estudos escritos na década passada e escolheu os melhores conselhos derivados deles.

O livro tem muitos pontos interessantes. Escolhi alguns que tem a ver com o minimalismo:

Segredo nº 27: não confunda posses com sucesso
Você não é uma pessoa melhor nem pior devido ao tipo de carro que você dirige, o tamanho da sua casa, ou a performance das suas ações. Lembre-se do que realmente importa em sua vida.
- Num estudo usando exames e observações diárias, a disponibilidade de recursos materiais era nove vezes menos importante para a felicidade do que a disponibilidade de recursos "pessoais" como amigos e família.

Segredo nº 51: compre o que você gosta
Não acumule posses só para ter um monte de coisas. Por outro lado, não se negue algo que você realmente quer ou precisa. Se você compra coisas que são importantes para você, vai apreciá-las todo dia e não vai sentir a necessidade de encher sua casa com cada objeto à venda no shopping.
- Antecipar e adquirir bens de consumo pode contribuir para o sentimento de bem-estar; no entanto, colocar muita ênfase em bens materiais diminui a felicidade.

Segredo nº 88: foque no que realmente importa para você
É bobagem competir em um jogo que você não está interessada em ganhar. Não permita sua vida e expectativas se tornarem algo diferente que reflexos profundamente pessoais do que você acredita ser mais importante.
- Metas são cruciais para a auto orientação no mundo e para a satisfação pessoal. Se as suas metas combinam com o que você pensa de si mesmo, isso aumenta em 43 por cento a probabilidade de que metas vão contribuir de maneira positiva para sua satisfação pessoal.

Segredo nº 99: dinheiro não compra felicidade
Nós gastamos tanto tempo buscando dinheiro, se preocupando com dinheiro e contando dinheiro. Você pode se surpreender em saber que satisfação pessoal não é mais provável entre os ricos.
- Um estudo de satisfação pessoal englobou vinte fatores diferentes que poderiam contribuir para a felicidade. Dezenove dos fatores importavam, e um não. O fato que não era importante era status financeiro.

Faz a gente pensar, não?

8 comentários:

  1. bom dia!
    concordo com exatamente tudo...
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É legal a gente ver que essas coisas em que a gente acredita tem comprovação científica, né?
      Beijos

      Excluir
  2. Oi, Lud

    Você selecionou muito bem as dicas. A lição que tiramos disso é que viver de acordo com os nossos valores é muito simples. A beleza está na simplicidade.
    Ainda ontem, vi um vídeo do Jorge Koho no TED que falava exatamente sobre a simplicidade no viver. Vale a pena conferir.

    https://www.youtube.com/watch?v=BjZ52Mlo9Fo&index=2&list=LLgZSlrJAJM_O00C4cYhI68A

    Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jackeline, obrigada pela dica de vídeo! Vou assistir.
      Beijos

      Excluir
    2. Adorei o vídeo. Tanta coisa para aprender. Bjs e obrigada!

      Excluir
  3. Adorei! Ainda quero ler o livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei o livro bem bacana! Recomendo.
      Beijos

      Excluir
  4. Um artigo interessante sobre o mesmo tema:
    http://www.infomoney.com.br/blogs/controle-financeiro/post/3463677/milhoes-dolares-nao-tornaram-tao-feliz-assim

    ResponderExcluir