segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Como conciliar o minimalismo com as múltiplas "moradias"

O comentário da Thais alguns posts atrás me fez lembrar de uma questão que volta e meia me deixa pensativa, que é: como lidar com os objetos que a gente precisa levar para os diferentes lugares em que "moramos". Coloco entre aspas porque nem sempre é onde moramos mesmo, mas lugares como o trabalho, no qual passamos mais tempo do que na nossa casa ou apartamento durante a semana, ou uma casa de campo ou do namorado etc.

A grande questão é que a gente tem que escolher entre as seguintes opções: ficar carregando um tanto de coisas de lá para cá ou comprar duplicatas de cada coisa para facilitar a logística.

Por motivos práticos, eu tenho kits repetidos de limpeza dental (escova, creme e fio dental): um em casa, outro no trabalho e mais um na casa do namorado. Fiz essa escolha por três motivos: 1) ficar carregando de um lado para outro é um saco, ocupa espaço e pesa a bolsa (ou mochila), 2) antes de adotar essa solução, eu esquecia de levar às vezes e ficar sem escovar dentes um dia que seja é horrível, 3) como são bens não duráveis, no final das contas o gasto vai ser o mesmo.

O ponto é que essa vida nossa atual cheia de correrias exige algumas adaptações como essa. Eu tenho, por exemplo, um kit para emergências no porta mala do carro: tênis, meia, blusa e casaco. Vou te contar que já foi útil muitas vezes. Tenho ainda, na casa do namorado, algumas roupas e um chinelo. As roupas, o notebook e outros itens mais caros e duráveis, eu carrego, não tem jeito. 

Apesar de a anti-consumista em mim relutar um tanto quanto a isso, a vida fica muito mais fácil. É tudo uma questão de equilíbrio.

4 comentários:

  1. Na casa do namorado sempre deixo alguns itens de higiene, um chinelo e meu remédio da tireóide, pq sempre esqueço! Rs... Acho uma boa deixar esses Kits nos lugares que vamos pois nos poupa o stress de esquecer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Bruna. Acho bem prático também :)

      Excluir
  2. Gente, olha eu! Que divertido! Haha...

    Confesso que me ter que me preocupar com a logística de múltiplas "moradias" é a coisa mais chata do meu dia a dia. Não gosto. Mas, por enquanto, tem que ser assim...

    Como vc disse, na ponta do lápis o gasto é o mesmo, pq na maioria das vezes os itens duplicados são bens não duráveis. Mas dá uma dorzinha no bolso na hora de gastar o dobro por cada coisa, não dá?

    Eu acho que tudo em dobro + kit de emergência é mesmo o jeito mais seguro pra lidar com essa situação. É chatinho ter que se preocupar com isso, mas mto mais chato é ser pega desprevenida ou então perder oportunidades só pq vc não tem uma troca de roupa. É como a discussão da internet e dos eletrônicos: pode até parecer demais, mais facilita tanto a vida que acaba contando como "de menos".

    E não vou ficar incomunicável, não, pode deixar! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Você :)

      Eu também acho um saco isso. Eu tenho que ficar prevendo situações, carregando minhas coisas de jogar tênis, o notebook, roupas de frio ou de calor.

      Concordo demais com tudo que você escreveu. E fico feliz que você não vai ficar incomunicável :)

      Excluir