segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Kindle Paperwhite: testei e decidi

O que eu achei do Kindle Paperwhite 2012 (em comparação com o Kindle 4):

1) ele é mais pesado: 221 gramas contra 170. É pouca coisa, mas faz diferença pra quem está acostumado à leveza do Kindle 4 - principalmente quando você está lendo na cama, pega no sono e o aparelho cai no seu nariz.

2) ele é maiorzinho: uns poucos milímetros - ele cabe no estojo do outro -, mas é perceptível. Não achei que incomodou.

3) a memória para armazenagem de livros é menor: 1,2 GB contra 1,35 GB. Ainda assim, dá pra enfiar muita publicação lá dentro.

4) ele é touch: em vez de usar as teclas das laterais e da parte inferior, você toca a tela. É mais moderno? É. Eu gostei? Não. Acho o acesso às teclas mais imediato (você não precisa tocar na tela para o menu aparecer, e aí tocar no comando) e a-do-ro o barulhinho que elas fazem pra mudar a página.

5) ele mostra as capas dos livros: você pode optar pela visualização "lista" (que é a única disponível no Kindle anterior) ou pela exibição das capas. A ideia parece ótima... até você perceber que só cabem 6 capas em cada tela. Aí, se você tem uns 300 livros arquivados, como eu, a coisa não funciona.

6) ele tem um acabamento aveludado: é uma delícia segurar, mas é um imã para marcas de dedos. As manchas ficam bem visíveis, principalmente porque o material é preto.

Ok, mas o mais importante: e a tal tela iluminada pra ler no escuro?

Bem, ela funciona. Dá pra ler direitinho. Mas eu não achei tão confortável quanto o Kindle original. Em ambiente escuros, o indicado é a configuração mínima de luz. Mesmo assim, achei que cansou os olhos. De dia, então, que a indicação é a configuração máxima, não gostei mesmo.

Não é tão incômodo quanto uma tela de computador ou tablet - a teoria é que a luz que dessas telas vêm de trás (elas são "backlit") enquanto a luz do Paperwhite viria da frente ("frontlit"). De fato, o efeito final é bem mais suave, mas, para ler as minhas várias horas por dia (não estou me gabando, é um vício mesmo) continuo preferindo o Kindle tradicional.

Conclusão: nada de upgrades para mim. Eu e meu Kindle continuaremos nosso caso de amor!

Atualização em 23/8/2014: não ficou claro no texto, mas não dá pra desligar a luz do Paperwhite. Fica sempre uma luzinha, ainda que mínima. Isso, pra mim, é o maior problema - se desse e ele ficasse igual ao Kindle 4, eu pensaria seriamente em comprá-lo. 

Atualização em 15/9/2014: me puxaram a orelha nos comentários porque eu não informei a versão do Kindle Paperwhite. Merecido. Não o tenho mais comigo (era emprestado), mas, pelo peso, é a versão 2012. Vou incluir a informação lá no primeiro parágrafo também.




PS: procurei resenhas na internet e li um monte de elogios rasgados ao Paperwhite. Fiquei me sentindo do contra, mas fazer o quê. Meu conselho: antes de comprar a nova versão do aparelho, dê um jeito de testá-la, pra ver se você gosta mesmo.

PS II: não tem um Kindle ainda? Eu apostaria no tradicional. Ele é bem mais barato (quase metade do preço) e, como diz o Leo, quanto mais simples o produto, mais difícil de dar problema.

35 comentários:

  1. Confesso que depois de ver tantas pessoas falando do Kindle até me dá vontade de ter um. Acho que será super prático pra mim, porque sempre ando com livro na bolsa... Enfim, é algo a se pensar, visto que tenho focado em comprar coisas uteis...

    Acho que essa função de ter a luzinha para ler no escuro desnecessária. Curto ler em ambientes iluminados e, se não tem luz suficiente vou fazer outra coisa...

    Obrigada por compartilhar suas impressões aqui!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna, que bom que você gostou do post. Quanto ao Kindle, acho legal testar antes: pegar emprestado com alguém ou ir a uma loja que vende pra sentir o tamanho, o peso, a textura e ver se você gosta.

      Excluir
  2. Eu também não curto luz + touch... Luz esquenta, não gosto do toque da tela e acho que fica com muita marca de dedos bem onde preciso ler. Tenho o mais simples e gosto muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, ei, ei, o Kindle 4 é nosso rei! =D

      Excluir
  3. Adorei a sua resenha do produto =] Eu ando pesquisando sobre o kindle e foi bom saber!!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andressa, é ótimo pesquisar antes de comprar, né?

      Excluir
  4. E se vc quiser mesmo uma luzinha, compre a capinha com lanterna (aposto que na internet sai mais baratinho - tente a Amazon.co.uk, que eles entregam na Alemanha sem qq problema).
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani, boa dica! Mas tô pensando se eu quero mesmo uma luz ou se estou precisando aceitar uns limites, como a Marina disse. Eu li livros durante 35 anos da minha vida e nunca achei ruim que eles não tivessem luz própria!

      Excluir
  5. Kindle pra mim, virou item de necessidade básica. O meu é o basiquinho mesmo e tenho a intenção de usa-lo por muitos anos. Eu também sou do time que recomendo fortemente se você também tiver o vício da leitura.

    ResponderExcluir
  6. no kindle vc pode baixar livros de graça?? Ou sao todos pagos? Como funciona o sistema.explica pra gente q nao e tao moderna assim exactamente do q se trata e como podemos ler os livros.tbmamo ler..mas so tenho tablet.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, você pode baixar um montão de livros que já caíram no domínio público de graça. A Fê deu os links neste post aqui: http://minimalizo.blogspot.gr/2012/11/dicas-para-o-kindle.html. Eles podem ser lidos em leitor digital, em tablet, em computador, onde você achar melhor!

      Excluir
  7. Nada como uma opinião sincera de uma consumidora.

    Relutei durante em comprar o Kindle para deixar minha bibliotecazinha sempre crescendo, até que coloquei na ponta do lápis o preço dos livros via Amazon e via Kindle (Amazon também, mas você entendeu). Gritante. Decidi comprar um Kindle, mas aí qual? Definitivamente o Fire não, me restava entre o Paperwhite e o normal, mas tinha receio de gastar muito dinheiro no Paperwhite e não gostar. Agora que li sua opinião, me sinto mais seguro de ir com o tradicional. E se eu realmente gostar, quem sabe não dê minha própria chance ao White?

    ResponderExcluir
  8. Eu comecei com o paperwhite e nunca usei o outro, então não falo por comparação... mas realmente adoro o paperwhite! Acho a luz de leitura perfeita pra ler na cama, não me cansa nem um pouco. Se eu tivesse o tradicional, não trocaria pelo paperwhite só pela luz, mas pra quem vai comprar o primeiro sempre o recomendo. De dia, também uso a luz no mínimo... na verdade, ela só é recomendada no máximo se você está debaixo de um grande foco de luz, como lendo na praia, por exemplo.

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho o paperwhite e o 3. Gosto dos dois, mas ler de madrugada com a tela do paperwhete é muito bom.

    ResponderExcluir
  10. Quanto ao item 4, nao vejo problema qnto as capas, tenho dezenas de livros no meu, coloco para exibir por Recente e ta otimo, nao leio mais q 2 livros de uma vez, é terrivel ficar lendo varios livros ao mesmo tempo. Isso so vale para livro tecnico q nao é o caso de quem tem um kindle.
    Quanto a iluminacao, mesmo no 0 ele ilumina, mas bem pouco, eu deixo em 1 todo o tempo, tanto no escuro qndo claro, so aumento qndo a iluminacao ambiente exige, muito dificil.
    Acho q é bom pensar, se a iluminacao é essencial, entao compre um paperwhite, do contrario, vai no comum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelas opiniões, Felipe. Fiquei mais animada a comprar. Vamos ver... Hehe...

      Excluir
  11. Ola, qual a versao do paperwhite utilizada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ixi, Manuel. Não sei. Foi a Lud que usou e ela está viajando agora. Creio que tenha sido a primeira versão.

      Excluir
  12. Eu comprei o paperwhite. A questão de colocar notas utilizando o teclado virtual faz todo a diferença se comparado com o de selecionar letra por letra utilizando tipo um cursor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino isso mesmo! É o que eu acho mais chato na minha versão do kindle, que é antiga. Obrigada pela dica.

      Excluir
  13. Será o paperwhite mais agressivo para os olhos que a versão sem iluminação, mesmo à luz do dia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Durante o dia, você pode desligar a luz do kindle paperwhtie completamente. Desse jeito, ele não fica nada agressivo :)

      Excluir
    2. E nesse caso, com a luz completamente off, o Paperwhite fica exatamente igual ao 4, ou o 4 ainda é mais confortável?

      Excluir
    3. Então, na verdade não dá pra desligar a luz do Paperwhite. O máximo que dá pra fazer é deixar na configuração mínima. Eu, particularmente, acho o Kindle 4, que não tem luz nenhuma, mais confortável para ler durante longos períodos.

      Excluir
    4. Eu tinha me decidido pelo Paperwhite, esse seu comentário sobre a luz ser incômoda acabou com a minha paz. Agora não tenho certeza do que fazer.
      Quando leio no iPad, em 15 minutos fico podre de cansada.
      O caso é que nunca li em um Kindle...

      Você comparou apenas a primeira geração do Paperwhite ou também a segunda? Na segunda esse efeito é menos pior?

      Obrigada.

      Excluir
    5. Fabiana, os tipos de iluminação são muito diferentes. O Paperwhite é MUITO mais confortável que um tablet, porque é iluminado "de frente" (front lit), enquanto o iPad tem luz própria (back lit).

      Eu, que estou acostumada com o Kindle 4, não amei o Paperwhite, mas tem muita gente que gosta. A pergunta é: você lê muito em ambientes pouco iluminados? É a única razão (eu acho) para comprar um Paperwhite em vez do Kindle 4. Quem lê na cama à noite incomoda muito menos o vizinho se não precisar ligar o abajur...

      Beijos e depois conta pra gente o que você decidiu!

      Excluir
  14. Mas assim fica igual à versão do outro sem luz. Lá se vão as vantagens. Sem luz fica mesmo igual ou pior? Sei que a primeira versão do paperwhite tinha menos contraste com a luz no mínimo do que a versão sem luz. O novo paperwhite continua a ter esta desvantagem relativamente à versão sem luz??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei detalhes, Emanuel. Quem testou foi a Lud, e ela está na Ásia meio que sem acesso à internet. Hehe... Recomendo que você procure saber na página da Amazon.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  15. Lud: nas mesmas condições de luz, o paperwhite 2 não deverá ser menos confortável. Nesse caso, a experiência do paperwhite 2 com as mesmas condições de iluminação deverá ser idêntica à do Kindle 4. É provável que com a iluminação mínima no kindle paperwhite 2, em situações de menos luz, se veja menos brando do que no kindle 4.

    Acho uma review de péssima qualidade ao não ter sido mencionada a versão do paperwhite utilizada para comparação. Pior ainda é dizer que não gostou nada dele à luz do dia sem mencionar qualquer motivo para isso. à luz do dia é quando melhor se lê por isso é muito mau a pessoa em causa não ter explicado detalhadamente os motivos para aquele comentário. nem detalhadamente nem com detalhe algum. não é igualmente confortável ler em ambiente sem iluminação alguma ou com pouca iluminação. Cansa menos os olhs que um LCD ou LED como os ecrãs de computador e tablet mas é de se evitar por longos periodos, pelo menos no meu caso que tenho os olhos muito sensiveis. Agora, em condições de luz que são as necessárias para o Kindel 4, não vejo desvantagem alguma da parte do paperwhite 2. Adicionalmente, em situações de pouca iluminação, conseguimos na mesma ter uma experiência bem razoável de leitura.

    Estou aberto a questões

    ResponderExcluir
  16. Tem sim como tirar totalmente a luz !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Se possível, solicito -por favor- uma informação: Como tirar totalmente -apagar- a luz da tela do Kindle PaperWhite? Obrigado Roberto

      Excluir
    2. Olá, Roberto! Lá no topo, tem o ícone de uma lâmpada. Você seleciona o ícone e aparecem umas barrinhas cheias e vazias. Se você esvaziar todas, você apaga a luz totalmente :)

      Excluir