terça-feira, 8 de março de 2016

Não somos obrigadas

Hoje é o dia internacional da mulher, o que deveria render várias reflexões, mas que na maioria das vezes só gera mensagens de parabéns vazias e mais pressão para que nós mulheres nos encaixemos em um modelo pré-determinado de feminilidade que não tem necessariamente a ver com o que é melhor para nós (às vezes, até o contrário).

Então desapegue-se de...

... enfeitar o mundo - não é sua obrigação estar sempre linda, magra, com roupas novas, maquiada, com unhas feitas para agradar aos outros. Isso gasta tempo e dinheiro, duas coisas que são muito valiosas. Você não é obrigada!

... ser mãe - não é um pré-requisito para ser uma "mulher completa". Ser mãe também gasta tempo e dinheiro, e todo mundo sempre incentiva, mas quem vai ter que cuidar da criança vai ser você, porque nossa sociedade não dá o apoio necessário e joga toda a responsabilidade pra cima da mãe. Você não é obrigada!

... ser um poço de generosidade - apesar de ser algo que, na minha visão de mundo, todo mundo deveria ser, não é justo colocar todo o peso de se pensar nos outros só nas mulheres. Ser gentil não é sua exclusiva obrigação, principalmente quando isso quer dizer ceder sempre, assumir responsabilidades que os homens evitam e engolir sapos. Você não é obrigada!

... ser uma pessoa que ama incondicionalmente - amar não significa se submeter a violências. O amor é uma coisa linda que deveria sim ser mais praticada, mas continuar em relações abusivas por causa dele não é sua obrigação. Um relacionamento (seja amoroso, fraternal, profissional e até de amizade) deve ser baseado no respeito mútuo. Seus sentimentos e bem-estar são tão importantes quanto os da outra pessoa. E infelizmente, em alguns casos, você vai ser a única preocupada com eles.

Então vamos ser felizes e fazer nossas escolhas de acordo com o que acreditamos e com o que queremos para as nossas vidas. Somos livres pra escolher o que queremos, seja ser mãe ou não, fazer unha ou não, ser boazinha ou não. A vida é nossa e é a gente que decide!

dia internacional da mulher

19 comentários:

  1. Adorei o texto, se pudesse mandava para todos que conheço. Realmente algo maravilhoso para se ler num dia desses. É uma pena que todo respeito e pompa que temos hoje não se repercute no resto do ano... Sinto que hoje é só mais um dia a se comemorar algo que nem alcançamos ainda, e que se os homens e até mesmo muitas mulheres ajudassem com certeza chegaríamos lá muito mais rápido. Avanços foram e estão sendo feitos, mas ainda falta muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Érica!
      Realmente ainda falta muito, por isso justamente existe o dia internacional da mulher. Não é para ser um dia de comemoração, mas sim de reflexão e luta.
      Abraço!

      Excluir
  2. Amei o texto. Temos que continuar lutando pelos nossos direitos, não baixar a cabeça para seu ninguém e fazer o que queremos,quando queremos e pronto.

    ResponderExcluir
  3. Atualmente conquistamos o direito de votar, de estudar, de trabalhar, de usar anticoncepcionais, porém tudo isso cumulativo com todos aqueles atributos que você, muito bem, colocou, ser bonita, mãe, generosa, amorosa, tudo em detrimento às nossas próprias escolhas. Ainda temos um longo caminho a percorrer! Gostei muito de sua reflexão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Andreia. Realmente é um caminho. É bom ver que já percorremos uma parte, mais ainda há outra pela frente; e só nós somos capazes de percorrê-la ;)

      Excluir
  4. Perfeito. Concordo com tudo...

    Maria

    ResponderExcluir
  5. Lindo texto. Bom pra ler e reler e absorver as ideias.
    Olha, te indiquei a um prêmio virtual. Passa no meu blog se te interessar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela indicação, Pri! :)
      Fui lá no seu blog e ainda conheci os outros que você indicou. Obrigada mesmo.

      Excluir
  6. Não podia concordar mais.

    Obrigada pela partilha!

    http://deacordocomrita.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  7. Bom dia, Fernanda!

    Acho que tudo na vida tem que ter equilíbrio. Qdo tudo é feito por fazer ou porque alguém impõe, o prazer se perde e o amor se consome.
    Respeito mútuo, generosidade, amor ao próximo e tudo ao seu tempo, com sabedoria.

    É um belo texto reflexivo.

    Abração.
    Márcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Márcia!
      Também acredito nisso.
      Muito obrigada!
      Abração

      Excluir
  8. Muito interessante
    conheça meu blog:mundominimalistablog.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Já estou indo conhecer :)

      Excluir
  9. Terceiro blog falando sobre a mulher não ser obrigada a... deve ser sinal divino!
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir