terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Balanço Financeiro 2015 - Entradas

Este ano foi muito bom para eu realmente praticar e entender o estilo de vida minimalista, já que por toda a sua duração eu fiz as escolhas e arquei com os custos da minha vida (os da casa divididos com o Roberto).

Vou começar analisando as receitas. Novamente o salário foi minha maior fonte de receita, mas ano passado representava 75%, e este ano já foi para 69%. Também diversifiquei meus investimentos, o que garantiu um desempenho melhor: 

Essa porcentagem grande do Tesouro Direto está aí porque em 2015 venceram meus títulos de NTN-B Principal. Lembrando que estou contando como receita só o lucro dos títulos. O montante inicial que eu investi estava como patrimônio. Bom, não?

Novamente, as ações não entram porque não vendi nenhuma.


Esse é o comparativo anual desde quando comecei a controlar minhas finanças, em 2012. Foi quando comecei a investir.

A entrada por parte da poupança diminuiu porque eu tirei uma quantia dela e apliquei em LCI, que rende mais. Eu não apliquei nada no CDB, só continuei com o que já estava lá, mas a maravilha dos juros compostos faz com que o mesmo dinheiro investido inicialmente renda cada vez mais, exponencialmente.

As ações renderam menos dividendos e juros do que nos anos anteriores. Acredito que uma grande parte disso é devido ao cenário econômico. Fui afetada também pelas secas nos anos anteriores, já que duas das minhas ações são de elétricas.

Mas estou satisfeita com a maneira com que venho administrando meus investimentos. Se eu tivesse mais tempo, talvez investisse mais em ações.

É interessante ver que conhecimento a gente adquire é ao longo do tempo mesmo. Quando comecei a investir, só sabia sobre poupança. Aos poucos, fui conhecendo outras opções e diversificando. Quero continuar nesse caminho de me aprofundar cada vez mais em como funciona o mundo financeiro e ir tirando o melhor que posso dele.

23 comentários:

  1. Tenho um montante guardado .. Fui ao banco mas não me esclareceram muito ... Acha válido mudar da poupança uns 70% pra CDB di ? Me disseram q tenho q esquecer do dinheiro por no mínimo 2 anos ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É dureza o atendimento nos bancos mesmo. Ou não te explicam nada, ou tentam te convencer a fazer investimentos que não são bons para você. Eu recomendo sim passar da poupança para o CDB, mas negocie bem no seu banco para ganhar uma porcentagem maior do DI. Eu costumo pressionar falando que, se não me derem uma boa porcentagem, vou preferir investir no tesouro direto. Hehe... Não precisa esquecer do dinheiro não. CDB tem boa liquidez. Você pode tirar a hora que quiser. Só que, nos primeiros meses, você vai ter que pagar IOF em cima do rendimento. E eles falam de deixar lá 2 anos porque geralmente o banco oferece uma porcentagem do DI mais alta para esse período. Então geralmente fica mais vantajoso deixar por mais de 2 anos, mas você pode tirar antes, se surgir uma emergência.

      Excluir
  2. Olá, também tenho lido bastante sobre investimentos e só tive coragem de colocar em outras aplicações ano passado. Agora que já passou o medo, vou entrar no Tesouro esse ano.
    Beatriz, outros tipos de aplicações através de banco costumam render bem menos que em corretoras, fora as taxas de ADM que são altas. Pesquise bem antes de ir falar com seu gerente pois ele vai te oferecer o que é interessante para o banco e não para vc. Bjs. Cjv

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então ... Estou pensando em deixar na poupança mesmo ... Se fosse colocar em algo colocaria no Cdb di .. Mas não to confiante ... Fui no banco duas vezes e foi muito nebuloso

      Excluir
    2. Oi, gente! Na verdade, CDB geralmente não tem taxa de administração (LCI também não). Mas o rendimento varia muito de um banco para outro. Para ações e tesouro, aí sim recomendo corretora. A minha é a Icap. O CDB DI é bem simples. É só uma questão de conseguir uma boa porcentagem do DI de rendimento. Não precisa ficar com medo :)

      Excluir
  3. Fala um pouco mais sobre como vc aprendeu a investir! E também se puder fazer um guia de COMO investir, ou indicar sites que te ajudaram... Queria muito, mas fico tão perdida e insegura :( beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mariana! Vou fazer isso. Pode deixar. Nesta semana e na próxima vou falar ainda sobre meu balanço de 2015, mas depois explico mais sobre investimentos, ok? Beijo!

      Excluir
  4. Gostaria muito de aprender a investir. Você poderia explicar melhor como funciona? Como faz, em que se pode investir, quais os riscos...
    Ensina aí pra gente!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pri! Vou escrever sim. Deixa eu só acabar de analisar meu balanço de 2015, ok?

      Excluir
  5. Parabens! Carteira bem diversificada, está ótimo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Vania! Acho importante diversificar :)

      Excluir
  6. Oi, Fernanda! Foram seus posts sobre finanças que me inspiraram a me informar mais para investir... Esperei juntar uma soma razoável na poupança para investir em LCI, e pretendo aplicar no Tesouro Direto também. Comecei agora, mas já pesquiso sobre o assunto há um tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei tão feliz com seu comentário, Bárbara! Que bom que você está começando. Eu fui aos poucos também. É bom para a gente ir entendendo direito, não é? Um abraço!

      Excluir
  7. Olá desde o ano passado que venho estudando muito sobre investimentos e o tesouro direto me chamou muito a atencão,comecei o ano comprando o tesouro selic 2021 e tenho gostado bastante.Curiosidade o que é jscp?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tesouro é bem interessante mesmo. Estou até querendo comprar mais. JSCP é a sigla para "Juros Sobre Capital Próprio", que significa uma correção financeira que os investidores recebem por suas ações periodicamente.

      Excluir
  8. Oi Fernanda!
    Conheci o blog há cerca de um ano, bem nessa época, em que você estava fazendo o balanço. Foi um "click" pra mim! Li o blog inteiro, depois fui lendo outros materiais sobre investimentos e hoje, passado um ano, saí da condição de gastadora para poupadora! Seu blog é ótimo, tive várias idéias de desapego com ele, doei e vendi muuuita coisa em 2015. Obrigada por partilhar de suas experiências e por nos ajudar a ver que esses conceitos de viver mais com menos realmente é possível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns, Juliana! Essa mudança de condição é uma grande conquista! Fiquei muito feliz em saber que pude ajudar :)
      Eu que agradeço por me acompanhar nesta caminhada, e pelo seu comentário que me motivou a continuar.

      Excluir
  9. oi Fernanda. ótimo post.. fiquei pensando que quase toda minha receita (uns 90%) vem do meu salário.. e olha.. nunca tinha pensado em mudar esse percentual só com investimentos.. mas tua ideia é mto boa.. vi que mais gente pediu isso.. tens como nos contar como foi o processo de aprendizado? dicas financeiras sempre são bem vindas. abraços e tudo de bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Emile! Pode deixar. Vou terminar meu balanço e logo depois escrevo sobre investimentos, ok? Abraço :)

      Excluir
  10. Que legal! Tem algum post explicando esses investimentos? Queria entender mais para conseguir diversificar os meus.
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nana! Tem vários posts no menu "Dinheiro", mas vou escrever um novo nas próximas semanas, ok? Um beijo!

      Excluir
  11. Oi Fernanda! Adoro seus posts! Estou pensando investir em LCI ou CDB, mas na minha corretora o prazo é muito longo, 5 anos, mas com um ótimo rendimento, sendo 122 do CDI. O que vc acha? rs. Obrigada por compartilhar suas experiências de economia conosco, e de tantas outras coisas também. Bjo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 122 é um valor incrivelmente bom (eu tenho 103 e 98 - duas aplicações diferentes). Muito bom mesmo. Mas 5 anos é muito tempo. Vai depender de sua necessidade. Se você puder esquecer que esse dinheiro existe, é uma boa. Caso corra qualquer risco de precisar dele, não. Olha a porcentagem que outras corretoras e bancos estão oferecendo. É sempre bom para efeito de comparação. O meu 103, por exemplo, é no Santander. E não pago taxa nenhuma. Beijo!

      Excluir