segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Apelando e jogando tudo fora

Praticar o desapego das minhas coisas se tornou um ritual. Eu escolho um tema (cosméticos, pijamas ou CDs, por exemplo), tiro todos os exemplares de onde eles estão, olho, analiso, separo o que fica e o que vai para doação ou lixo, limpo o que vai ser guardado e arrumo o que ficou nos seus lugares. Sempre me sinto bem depois.

Sexta passada resolvi fazer esse ritual com os meus impressos. Lá nos anos 2000, quando não existia kindle e notebook era raridade, eu imprimia tudo o que eu achava interessante na internet para ler depois. A maioria era fanfictions, mas tinham alguns artigos também. Eu mantinha tudo isso guardado lá em cima do meu armário.

Então eu resolvi pegar os textos e ir relendo, para decidir quais eu iria querer guardar. Mas, logo no segundo, eu cansei. Fiquei pensando que, por mais que aquelas histórias fossem legais, eu já tinha as lido, e existiam outras milhares que eu ainda não tinha na internet, e hoje, com o kindle, eu nem preciso imprimi-las. Peguei tudo, sem nem ver direito o que era o quê e joguei no lixo. Apelei mesmo.

Por mais que fossem lembranças de uma época em que eu demorava horas pra ler 10 páginas em inglês (e tinha até umas traduções anotadas nas margens), acredito que já passou da hora de abrir espaço para coisas novas, ou até mesmo um vazio para que eu possa respirar melhor.

18 comentários:

  1. Eu também faço assim!

    Na última semana organizei uma parte do armário onde eu guardo materiais de estudo. Acredita que até trabalho da quinta série tinha lá? Joguei muitos papéis fora e separei alguns livros para doação. Depois que o vestibular passar vou fazer mais uma limpeza para abrir espaço pros materiais da faculdade :)

    Eu adoro ler fanfics, aprendi muito inglês por conta disso e no começo também demorava muito para ler 10 páginas. Hoje eu devoro e quase todas as minhas leituras são em inglês.

    Beijos e boa semana,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe... Não só acredito, como aconteceu comigo quando fui arrumar o maleiro da minha mãe.

      Que legal que você lê fanfic! Você lê de que? Eu leio principalmente de Xena, Arquivo X e Doctor Who. Eu também aprendi muito inglês assim :)

      Beijo!

      Excluir
  2. Adoro fazer isso! Desapegar de vez é uma delícia!!

    ResponderExcluir
  3. Olha nem por acaso aconteceu-me algo parecido esta semana... achei uns textos que eu escrevera e imprimira quando era muito mais nova, as folhas estão quase amarelas! O único que guardei foi uma história espetacular que escrevi e que vou copiar para o computador, mas todas as historias e pensamentos bonitos que imprimira na época foi tudo para o lixo também! Já não leio, são bonitos mas tenho coisas bem mais bonitas que posso guardar no computador ao invés de ocupar espaço ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa ideia! É até um bom termômetro, porque o que dá preguiça de passar pro computador não deve ser tão bom para guardar, não é? Vou fazer isso também :)

      Excluir
  4. Parabéns, Fernanda! Eu apelei qdo joguei fora vaaaaaarias agendas antigas que eu estava guardando...certamente achei que valeriam como registro de vida, por isso as guardei anos a fio...até que, de rompante, decidi me desapegar delas.E me senti suoer bem depois!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também guardava agendas, Ana. Joguei 5 fora. Guardei 1 só. Em breve, devo jogar essa fora também porque o volume de coisas que eu tenho tem me irritado. Também me sinto super bem quando jogo coisas inúteis fora. Leve... :)

      Excluir
  5. Parabéns Fernanda! É bom demais jogar fora =] Jogar fora para que entrem coisas melhores ainda!!!

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Andressa. Obrigadinha ;)
      Beijo!

      Excluir
  6. Estou quase doando todos os livros que separei pra vender a uma biblioteca. Desespero de ver aquele monte de sacolas no chão do escritório...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Marina. Eu estou assim com algumas coisas que eu separei para trocar. Muitas delas livros também. Mas eu não quero mais trocar pela internet por causa dos custos com correio e daqueles outros problemas que eu já contei aqui. Estou quase doando tudo também :/

      Excluir
  7. Eu imprimia imagens de croche pra trabalhar, até que chegou uma hora que a quantidade de papel era tanta que ficava horas procurando uma imagem que sabia que tinha imprimido. Resultado: às vezes era mais fácil imprimir de novo. O que eu fiz? Joguei tudo no lixo e aprendi a trsbalhar com o note ligado. Meu desafio agora é parar de me distrair na net ao invés de trabalhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha mãe passa por isso direto, por causa do volume de coisas que ela guarda. Eu também tenho substituído ao máximo o papel pelo digital. Eu pedi para todas as minhas contas serem enviadas por email, por exemplo, porque não aguentava guardar tanto papel. Mas a distração da internet atrapalha mesmo, viu? É um desafio para mim também :)

      Excluir
  8. Pois é, eu estou nesse ponto onde penso: qual o sentido de procurar algo para guardar, eu nunca usei antes, não vou usar mais mesmo!

    Aiai, vida difícil essa de destralhadora! rs

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe... Exatamente, Tatiana.
      Não é fácil mesmo não, mas a gente continua ;)
      Beijão!

      Excluir
  9. Faz algum tempo que estou na expectativa de conseguir desapegar das anotações da faculdade, que estão guardadas em uma caixa e que NUNCA usei e olha que já são sete anos de formada! Assim que tiver tempo farei como você, tudo para o lixo, e concordo com a Tatiana, não há sentido em guardar. Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também mantive um tanto de xerox da faculdade por um tempão, mas realmente é coisa que a gente não vai usar mais. E provavelmente nem vai entender as anotações sem estar no contexto das aulas, lendo os textos e tal. Gostei de ter me desapegado, viu? Boa sorte para você! Hehe... Beijo!

      Excluir