terça-feira, 27 de agosto de 2013

Uma lição que custou caro, ou como decisões apressadas botam a perder seu rico dinheirinho

Antes de viajarmos, eu e o Leo decidimos botar metade das nossas economias em um segundo banco, que se dizia internacional. Achamos que, se passássemos por um aperto no exterior, seria mais fácil pedir socorro em uma de suas muitas agências.

Na hora de abrir a conta, o gerente se desfez em salamaleques e promessas. E caímos na esparrela de aceitarmos seus conselhos para diversificar nossos investimentos. Nós, que somos bem conservadores, topamos botar uns dinheiros em um fundo de médio risco. Como fizemos a conta em cima da hora de viajar,  ficamos sem a senha de internet para movimentação, mas o gerente disse pra não nos preocuparmos: era só mandar e-mail que ele, ou para nosso "assessor de investimentos", que eles resolviam tudo pra gente.

Corta para alguns meses depois: o tal fundo despencou. Gerente e assessor, que eram só amores no Brasil, sumiram de circulação. Não respondiam a e-mails e a gente, sem telefone no exterior, não conseguia ligar para a agência.

A cada dia que passava, o prejuízo aumentava. Depois de muito choro e ranger de dentes, localizamos uma das agências no exterior e de lá conseguimos contato.

O problema de comunicação resultou em perda financeira real - o equivalente a um mês de despesas do sabático. E nos fez perder muito tempo e passar muita raiva, é claro.

Mas aprendi minha lição.

1) Não acredite em gerente de banco. Nunca. Ele não está ali para defender o nosso interesse, mas o interesse do banco. Depois, o próprio interesse. A gente vem em terceiro lugar, se vier. Então, leve a proposta do gerente para casa e pesquise direitinho antes de tomar sua decisão.

2) Nunca tome decisões financeiras apressadas. Se tivéssemos decidido abrir a conta alguns dias antes da viagem, e não na véspera, teríamos tido tempo para organizar as senhas e os acessos e refletir sobre as propostas de investimento.

3) Tente eliminar os intermediários na hora de botar o seu dinheiro para trabalhar. Se o banco aplica a grana para você, ele cobra por isso, na forma das mais diversas taxas, que podem muito bem comer o seu rendimento (se você tiver algum. Eu não tive). Solução: aplicar diretamente (pense Tesouro Direto, por exemplo) ou ficar de olhos nas taxas (busque investimentos com índices menores ou negociar com o seu gerente uma redução nas danadas - diz o povo na internet que é possível, sim).
O tempo passando e o meu dinheirinho diminuindo...
PS 1: eu não detesto todos os gerentes de banco, tá? Tem um (no banco original) que é a cara do irmão da Phoebe Buffay em Friends, é esperto pra danar e resolve todos os meus problemas.

Eu tenho uma explicação para isso: é porque ele não é o meu gerente.

PS 2: fiquei chateada com a grana perdida, sim. Porque a gente faz economia, pensa duas vezes antes de gastar, escolhe lugares em conta pra ficar e de repente uma parcela do nosso pé de meia vai pelo ralo. Dito isso, ficar viajando, sem trabalhar, é um luxo, né? Então respiramos fundo, dividimos o prejuízo pelos dias restantes do sabático (o que diminuiu o nosso limite de gastos diários, claro) e tocamos em frente.

18 comentários:

  1. É, tem que ler direitinho o regulamento do fundo antes de investir. Mas mesmo os fundos de baixo risco perderam muito no início desse ano. Segundo o meu consultor pessoal (hehehe, um colega que entende tudo de mercado financeiro) até o fim do ano a perda deve ser amortizada. Isso por causa dos juros que aumentaram e da expectativa de inflação que também aumentou. Ninguém gosta de perder dinheiro, mas para ganhar um pouquinho mais tem que arriscar um pouco também.

    E isso está certíssimo, não acredite no gerente do banco. Tem que saber rendimento, taxa de adm, imposto de renda, antes de aplicar. Tem gente que compara só o rendimento e depois fica surpreso que tem que pagar imposto de renda.

    ResponderExcluir
  2. De certeza que eles já roubaram a mais gente...se colocar processo em tribunal ou com um advogado de certeza q consegue recuperar o dinheiro. pode é levar muitos meses ainda... :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FT, nessas horas o banco tem mil desculpas e explicações. O que eles vão fazer é brandir o regulamento do fundo de investimento e dizer que não havia garantia de ganho, né? Quanto à demora na reação do gerente, que foi o verdadeiro problema... aposto que vão ter uma desculpa também.

      Excluir
  3. Já aconteceu exatamente a mesma coisa comigo =( perdi o equivalente a um mês de salário e agora ando pesquisando demmmaaaiiisss para investir certo =)

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, dói no coração (e no bolso), rs.

      Excluir
  4. Por essas e outras que ainda mantenho meu suado dinheirinho na básica poupança... Ainda não consegui decidir entre Tesouro Direto e CBD. Assim, prefiro não trocar o certo pelo duvidoso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora também estou achando, rs. Se não for pra fazer o dever de casa, melhor não mexer.

      Excluir
  5. Quando a pesoa investe e em vez de lucro vem perda, é de doer...
    Mas vejo como altamente positivo que vcs tenham aprendido lições com o acontecido. E tenham dado um jeito disso não atrapalhar o sabático, não é mesmo?
    Também sou conservadora em relação a investimentos. Não consigo ver meu suado dinheiro balançando! Mas tem pessoas que tem sangue-frio, e simplesmente deixariam o dinheiro lá, aguardando a valorização das cotas que há de acontecer uma hora... Sei que essas pessoas existem, mas eu não sou uma delas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, estou tentando ver o lado bom. Talvez esse incidente me impeça de perder muito mais lá na frente.

      Também não tenho saúde para aplicações arriscadas, rs.

      Excluir
  6. Falou tudo Lud!!! Eu MORRO de medo de perder $$ em investimentos arriscado!! Eu já fiz processo seletivo para gerente de contas de um grande banco e fui reprovada por ser "pouco agressiva", na verdade me acharam com cara de boazinha mesmo!
    Ainda bem que as perdas foram contornáveis!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iracema, morri de rir com "pouco agressiva". Acho que isso significa que você não estava disposta a oferecer títulos de capitalização (a maior furada do mundo) a clientes inocentes!

      Excluir
    2. É, apliquei em dois (DOIS!) títulos de capitalização sem saber da roubada! O pior é que agora é ir até o fim e nunca mais aceitar ligações de banco oferecendo o "pacote de serviços que vai mudar a sua vida pra sempre!".

      Excluir
    3. Laís, isso acontece. Às vezes a gente dá umas bobeadas mesmo. Quem sabe você é sorteada (nos Cap que me ofereciam sempre tinha isso) e ganha uns milhares de reais?
      Vivendo e aprendendo!

      Excluir
  7. Perder pode significar aprender...aprendemos errando...e ensinamos os outros relatando nossos erros!

    Vou ficar esperta em relação a isso...

    ResponderExcluir
  8. Desculpa, mas quantos anos vc tem? Acreditar em alguém que pega toda a sua grana pra investir e não te dá nem a senha pra acessar o investimento? Peraí, gente, inocência tem limite.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo,
    foi mesmo uma grande burrice. Não fosse a correria da partida, a gente não tinha embarcado nessa. Em tese, um gerente à disposição por e-mail seria tão ágil quanto o acesso à internet. Na prática, não foi.
    Depois o gerente deu a desculpa de que a movimentação tinha que ser pedida por telefone, pois o comando fica gravado. Tudo bem, só que ele não respondeu aos e-mails que pediam o resgate da grana pra explicar isso.
    Vou tirar meu dinheiro de lá assim que eu puder? Com certeza.

    ResponderExcluir