quinta-feira, 11 de julho de 2013

Meu pequenino quarto

Quando voltei a morar na casa da minha mãe, o único quarto disponível era o menorzinho. É nele que eu tive que arrumar um jeito de guardar todas as minhas coisas e é nele que eu faço praticamente tudo aqui em casa.


Essa foto acima foi tirada com a máquina fotográfica grudada no cantinho do quarto. Reparem que a cama fica grudada no móvel com as gavetas.

O armário tem só duas portas (dá para ver refletido no espelho). Nele ficam minhas roupas, sapatos, bolsas e, no maleiro, todos os meus livros.

Nas gavetas dos dois móveis que aparecem na foto acima, ficam todos os meus papéis, inclusive todos os da empresa que eu já tive e meus documentos pessoais. Nelas ficam ainda minhas fotos, DVDs,  toalhas, o notebook com cabos, baterias e acessórios de todos os meus eletrônicos (incluindo câmera fotográfica, kindle, celular...).


Além de dormir no quarto, é nele que eu vejo TV, leio e trabalho no computador. Pela falta de espaço para uma mesa, eu comprei esta dobrável:


Colocando o travesseiro e o edredom apoiados na cabeceira, eu transformo a cama em um sofá improvisado.

Meu quarto é muito pequeno. Foi o primeiro motivador para eu buscasse o minimalismo. Há mais de um ano venho tentando diminuir meu volume de objetos. Tenho conseguido, mas ainda faltam alguns detalhes para eu ficar satisfeita. Eu queria conseguir deixar só o abajur e o tocador de música para fora de armários e gavetas. Ainda tenho 3 caixas em cima dos móveis. Quero também ir me livrando dos CDs.

Não é a situação ideal e nem sempre é confortável, mas eu gosto do meu espacinho.

14 comentários:

  1. Adorei o seu quarto =] O meu em sp é assim tb! Tudo pequeno e não cabe nada! Por isso já me livrei de muita coisa!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Andressa! Livrar das tralhas é um ótimo efeito colateral, né?
      Beijo!

      Excluir
  2. Bacana seu cantinho! Acho que a limitação do espaço ensina muita coisa. E tira do comodismo. Aqui em casa tenho um pouco mais de espaço e acho que não ajuda, só complica, porque é difícil de limpar, preciso passar por todos os ambientes diariamente colocando as coisas no lugar para manter tudo arrumado. No futuro, quero um ambiente menor, acho que eu poderia gastar todo esse tempo que gasto percorrendo a casa fazendo outra coisa mais produtiva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ensina mesmo, Andreia. Realmente o pouco espaço traz junto um ganho de tempo. Eu acho que morar em um quarto não é legal. Hehe... Mas quando eu tiver a minha casa, vai ser bem pequenininha :)

      Excluir
  3. Desculpa mas eu só consegui reparar na TV imensa kkkk
    PS: Isso não é um julgamento!

    Falando sério. Eu gostaria muito de ter entrando nesse mundo minimalista antes de montar meu apartamento. Quando vim morar em SP fiquei provisoriamente em um flat minúsculo por 3 meses (eu e o namorido). Certo que lá não dava pra ficar pq não tinha condições de fixar moradia num espaço onde minhas roupas ficavam na mala. Mas teria feito milhares de escolhas diferentes. Não que sejam escolhas imutáveis, mas tudo seria mais fácil se não tivesse começado errado rs

    PS2: Adorei sua roupa de cama!!! *_*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe... É 40 polegadas. Ela parece enorme porque o quarto é pequeno. Eu comprei já pensando em aproveitar pra sala da minha futura casa.
      Adoro essa roupa de cama também. Minha avó que me deu. Além de ser bonita, o pano é grossinho (fácil de colocar na cama) e muito macio. Adoro!
      Morar com as roupas na mala é meio complicado mesmo. Ainda bem que você saiu dessa. Usa essa experiência para o bem. Hehe,,
      Beijo!

      Excluir
  4. O que eu poderia dizer já foi dito pela Andreia...rs...assino embaixo! rs

    ResponderExcluir
  5. O minimalismo nada mais é que a busca por simplicidade no mundo contemporâneo. A gente adapta do jeito que dá e você está de parabéns =)

    ResponderExcluir
  6. Eu adorei o seu quarto, achei tão gostoso... eu poderia morar nele! Adorei sua colcha também, é linda! Olha, às vezes um limite espacial ajuda muito a gente a ter uma atitude minimalista diante dos objetos. Estou fazendo isso com os produtos de higiene e cuidados pessoais como hidratante, sabonetes, etc e está funcionando bem. Também estou usando a mesma estratégia com sapatos: se não cabe no sapateiro não pode entrar sapato novo ou um par antigo deve ser doado. Ajuda muito. bem, apesar disso ainda tenho uma caixa aqui em casa. Nada é perfeito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Marina. Eu gosto bastante dele :)
      A colcha foi presente da minha avó.
      O limite de espaço realmente tem me ajudado muito a me desapegar das coisas. E a verdade é que não senti falta de nada do que abri mão até agora. Isso mostra que eu devo estar fazendo certo, né? Hehe...
      Eu também estou tentando me limitar ao espaço que tenho, mas também nem sempre consigo. Vou continuar tentando. Eu acho que a solução é não parar, sabe? Devagar e sempre :)

      Excluir
  7. Gostei do seu quarto... Como eu moro em república, também vivo em um quarto pequeno (minúsculo, na verdade). Depois que comecei a ler mais sobre minimalismo, descobri que isso vai ser bom para mim no futuro, quando for morar sozinha - já sei que posso viver com pouca coisa em um espaço pequeno!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Bárbara! Pois é.. Também acho que essa minha experiência vai ser útil no futuro. E estou buscando um apartamento bem pequeno mesmo. Mais fácil de manter e bancar. ;)

      Excluir