sexta-feira, 5 de setembro de 2014

A maravilhosa sensação de deletar tudo

Com a era digital e o cada vez maior espaço em dispositivos e na nuvem para guardar arquivos, a gente tende a acumular tranqueiras virtuais das mais diversas. Como elas não ocupam espaço físico e não ficam se fazendo perceber o tempo todo, muitos não se incomodam. Então vamos guardando inúmeros vídeos, fotos, músicas, textos e por aí vai em nossos celulares, computadores, tablets e na nuvem com seus dropboxs, google drives e afins. 

Só que o minimalismo e o desapego de objetos físicos em excesso me levou também a ficar incomodada com o número enorme de arquivos digitais que eu vou juntando, então volta e meia me dá a louca, eu pego um dispositivo ou programa, salvo uma coisa ou outra no meu computador (é onde eu centralizo as coisas) e deleto tudo. Às vezes, até formato.

Adoro fazer isso com o celular - deletando tudo da pasta do whatsapp, todas as mensagens, todas as anotações etc. Faço também com minha caixa de entrada do gmail, com a área de trabalho do computador, com o memory card da câmera fotográfica e com o pen drive.

É fato que diminuir o tanto de memória ocupada sempre melhora o desempenho do programa/dispositivo. Além disso, fica muito mais fácil achar alguma coisa que se precisa se tiver menos opções disponíveis. Mas a verdade é que fazer isso tem tido um efeito além do lógico em mim. Não sei se estou ficando neurótica, mas sei que fazer isso me dá uma sensação de alívio e leveza deliciosa. 

15 comentários:

  1. Achei que só eu que me sentia assim....adoro sair deletando tudo tb! É libertador!

    ResponderExcluir
  2. Não consigo fazer com tudo... Mas para algumas coisas acho ótimo. Pena quando você deleta e o sistema retorna, porque não aceita apagar aquilo de verdade (exemplo: chat do facebook, que diz que vai apagar a conversa para sempre, mas se você subir na setinha, vai encontrar tudo lá de novo! Afe!). Rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Argh... Tem isso mesmo... Eu formatei meu celular todo e, quando baixei o whatsapp, ele veio com todas as fotos que já me mandaram na vida, mesmo as que eu tinha deletado. Coisa chata... Hehe...

      Excluir
  3. hahahah Eu me sinto exatamente assim também!

    ResponderExcluir
  4. deletar é abrir espaço para o novo! :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai... Que legal... Curti pensar assim :)

      Excluir
  5. Sim, sim, sim! É um pequeno grande prazer, difícil de explicar, uma sensação de limpeza. Apagar tudo e deixar organizadinho com alguns cliques, só a tecnologia pode proporcionar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Limpeza, leveza, liberdade... Parece muito pouco para um gesto tão simples, mas que bom, não é?

      Excluir
  6. Não estamos sozinhas! \o/

    Uso celular basicamente pra falar e whatsapp e não gosto de deixar nada nele. No mínimo 2x por semana, apago todas as conversas e arquivos que me enviam. No notebook, tenho só músicas que ouço, vídeos que ainda verei e alguns documentos e fotos. Tenho um HD externo, mas frequentemente tenho feito uma limpa nele (principalmente de fotos repetidas).

    A garota do Minimal Student tem um post sobre perder arquivos digitais que achei um alívio ler. Me encontrei ali.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Andrea! Eu também sempre deleto. Qual foi a minha surpresa ao formatar o celular, instalar o whatsapp de novo e perceber que tudo que eu tinha deletado estava lá. Argh... Fazer limpezas periódicas é ótimo. Foto é algo que, se a gente não toma cuidado, junta muita e vira uma bagunça danada. Vou procurar o post ;)

      Excluir
    2. Pra quem tiver interesse (em inglês):

      http://www.minimalstudent.com/digital-house-burning-a-lesson-in-letting-go/

      Excluir
  7. Oi Fernanda! Eu faço muito isso! Tenho uma certa "aflição" com caixa de email cheia! Deleto tudo do celular e só deixo o que for necessario mesmo! Aquele monte de vídeo que o povo manda eu vejo e deleto. Detesto ficar acumulando essa tralha! Troquei de computador e também tô deixando nele apenas o essencial!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha.. Me identifico muito, Bruna! Também fico aflita! O povo manda muito vídeo, né? Morro de preguiça. Piada então eu nem olho.

      Excluir