terça-feira, 28 de agosto de 2012

Guardando para um dia especial, a grande bobagem

No meu post anterior, comentei sobre aquela bobagem que a gente tem de guardar coisas chiques/boas/caras para uma futura e hipotética ocasião especial.

A gente guarda aquele perfume importado para uma festa, aquele vinho para uma comemoração, aquela roupa que a gente gosta pra um evento, aquele faqueiro chique para quando vierem visitas, aquele charuto importado para comemorar uma vitória e assim por diante.

O problema é que essas ocasiões são raras e nossa vida é cheia de dias não especiais, que poderiam ser melhor aproveitados se nos permitíssemos usar essas coisas que guardamos. Porque... Sabe... Os dias especiais já são especiais. Se você for promovido no emprego, ou ganhar na loteria, ou fazer 5 anos de namoro, ou ter um filho, o fato em si já vai te deixar feliz. Vai ser um dia especial mesmo se você beber água e estiver sem perfume. O dia vai ser gostoso, vai ser feliz, vai ser lembrado.

Eu já acho muito mais interessante tomar aquele vinho delicioso em um dia qualquer, e talvez transformá-lo em um dia especial só por isso. Ou então usar aquele sabonete chique depois de um dia comum de trabalho. Ou então usar a desculpa de que tem um charuto novo pra chamar os amigos para se encontrarem.

Carolans, transformando dias normais
em especiais. 
Sem contar que guardar não é garantia de ter a coisa no futuro. Lembro de um dia que meu tio resolveu comemorar  e tirou uma garrafa de Carolans de dentro do armário. Abrimos a garrafa e o licor tinha solidificado. Já era. Aconteceu comigo também de guardar um perfume e ele evaporar. Um do meu irmão quebrou dentro do armário dele. Vinhos viram vinagre. Sabonetes chiques ressecam. Roupas deixam de servir ou caem de moda.

Muitas vezes ainda esquecemos essas coisas no fundo dos armários e, quando chega o dia especial, nem lembramos delas ou nem achamos no meio de tanta tralha. Acabamos comprando outro.

Além disso, se você usar o sabonete hoje, provavelmente ainda vai ter sabonete no dia especial. Ou então pode comprar outro. A roupa pode ser usada várias vezes. Se ela estragar, você provavelmente achará outra da qual vai gostar. Talheres então... Nossa! Duram uma vida inteira.

Outra vantagem é que assim se junta menos tralha, sobra mais espaço nos armários e menos poeira acumulando ao redor de objetos diversos. É uma daquelas situações que só tem lados bons.

A vida é isso que acontece nos dias normais de trabalho, no encontro rotineiro com os amigos, nas noites quietas dentro de casa. A gente tem que viver bem esses dias. Os especiais continuarão sendo especiais.

3 comentários:

  1. Adorei o post! É bem por aí que eu penso tb...

    ResponderExcluir
  2. Gostei demais e colocarei em prática. Os talheres nós já usamos o faqueiro que os tios Sidônio e Emidinha me deu em 1978. Os perfumes: é bom demais dormir e acordar perfumada!

    ResponderExcluir